quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Dando uma canja no cinema - O Ritual (The Rite)



"Não espere cabeças rolando, nem sopas de ervilha" 


Galera, semana passada assisti a pré estréia do filme O Ritual (The Rite). E a impressão que ficou é que vem aí mais um filme da saga Crepúsc... digo, mais um filme da saga de exorcistas. O que difere "O Ritual" dos outros filmes talvez seja... nada. Ok, desta vez não temos meninas que giram a cabeça e vomitam a famosa sopa de ervilha, mas temos a casa tenebrosa, gatos pra dar o ar de mistério, fotografia do filme ao melhor estilo gótico para dar o tal climão, enfim. O filme, com o perdão do trocadilho, "peca" muito em clichês bobos, tentando fugir de clichês ainda maiores. 
É o tipo de filme que vende pelo ator, já que o Padre Lucas é interpretado por Anthony Hopkins e pelo histórico de pessoas passando mal no cinema. Vale lembrar também que temos uma brasileira no filme. A paulistana Alice Braga convence com seu inglês fluente e com sua atuação naturalista. 
O papel do mocinho bonito (e vale lembrar: seminarista, meninas) é bobo. Passa longe de ser uma BELA atuação, mesmo com traços fortes, olhar profundo (ai, ai...)
A grande tela negra, no início do filme com a frase "baseado em uma história real" pode dar até alguns arrepios, confesso, mas no decorrer do filme, você se percebe numa sala de cinema cheia de gente que já viu essa história mais de uma vez, em outros filmes do gênero. Não preciso e nem devo contar o final aqui, mas ele é totalmente previsível.  
A atuação de Anthony Hopkins não é muito bem explorada, pelo menos ao meu ver. Mas durante os poucos minutos em que ele encontra-se "dominado" (veja o filme e entenda) eu me lembro porque gosto tanto deste ator. 
Pra resumir: Assista, se gostar de filmes do gênero ou se quiser assustar o irmão mais novo, mas não espere nada diferente. 

Nicole 

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Minimuffins



Domingo é dia de almoçar na casa da vó, da sogra, dos pais, do irmão mais velho... Enfim, não importa o lugar. 
A única coisa que não pode faltar é a sobremesa. 
Pra curtir o dia e não gastar muito tempo na cozinha a dica de hoje é muito fácil de fazer e muito deliciosa. 

Pegue:

- 280g de farinha de trigo 
- 1 colher de chá de fermento em pó 
- 1 pitada de sal (meia colher de chá)
- 2 bananas
- 240ml de leite 
- 85g de manteiga derretida
- 200g de chocolate picado (pode trocar o chocolate por amoras, chocolate branco, etc)
- Forminhas pequenas (essas de assar pão de queijo, cupcakes, etc)
- Forminhas de papel tamanho grandes (Essas de brigadeiro) 

Agora faça assim:

1- Peneire a farinha, o fermento, o sal, o açúcar e mexa bem. 
2- Em outro recipiente bata bem o ovo, acrescente o leite e a manteiga e misture bem. 
3- Amasse as bananas com o garfo até ficar uma "pasta de bananas"
4- Já coloque o forno pra aquecer a uma temperatura de 200ºC (Com a grade alta)


Agora você vai misturar todos os ingredientes dos três recipientes. Depois que eles estiverem bem misturados, acrescente o chocolate picado. 


Coloque as forminhas de papel dentro das forminhas de alumínio. 
Despeje um pouco da massa em cada forminhas. 
Importante: Não encha até em cima. Coloque mais ou menos 2/3 de cada forma, pois o minimuffin ainda vai crescer, ok? 
Leve ao forno e fique de olho. Quando eles estiverem dourados por cima, já é hora de retirá-los. 
Se ainda houver dúvida, abra um pouco o forno e fure com um garfo. Se sentir que o bolinho já está sequinho por dentro, pode desligar o forno. 

Pronto!! Deie esfriar, retire os minimuffins da forma de alumínio e deixe somente com a forma de papel. (É totalmente normal ele ficar grudado. É a natureza desses tipos de bolinho. Vide bolinhos Ana Maria que você compra no mercado)
Agora é só servir e esperar os elogios. 



Para preparar ouvindo:




Críticas, elogios, dúvidas ou sugestões de receitas, escreva pra gente:
daumacanja@gmail.com
Twitter: @daumacanja

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Biscoito Amanteigado

Toda vez que vejo estes biscoitos lembro de Natal e da minha infância. Lembro também daqueles bonecos de mãos dadas feitos com papel e tesoura. (Os quais eu nunca aprendi a fazer, para minha infelicidade). 
Até hoje eu era traumatizada também com estes biscoitos que eu nunca acertava o ponto certo. 
Agora eu achei e vou compartilhar com vocês!


VAMOS USAR:
  • 250g de manteiga (ou margarina)
  • 200g de açúcar (aproximadamente)
  • 250g de farinha de trigo (aproximadamente também)

MODO DE FAZER:

Misture todos os ingredientes numa vasilha. Mexa bem e esmague com o garfo a manteiga, para não ficar bolinhas. 
Mexa bastante, até a a massa ficar homogênea, como na foto abaixo. 


Tire um pedaço da massa e faça uma bolinha com as mãos. Esmague até ela ficar aberta assim: 



 Pegue a forminha que desejar e molde o boneco, a guitarra, enfim, o que for. 
Enquanto fizer isto, pré aqueça o forno e já deixe a forma untada. 



Distribua seus biscoitos na forma, cuidando para um não ficar grudado com o outro. 



Asse em forno médio, cuidando sempre para não queimar. 
O tempo vai depender muito do seu forno, da quantidade de biscoitos...
Então a dica é ficar de olho sempre. 
Não espere que eles fiquem totalmente duros, senão eles fica muito secos e esfarelam. 
Quando eles estiverem douradinhos e quando você furar, o palito sair sequinho, mas sem destruir o boneco, pode desligar o forno e tirar a forma do forno. 
Espere esfriar (aí eles ficam mais durinhos naturalmente) e pronto!
É só servir. 

Para preparar ouvindo:

Transtorno e resultado Dona Benta

Buenas, cozinheiros, cozinheiras e aprendizes desastrados (como eu) de plantão. 
Primeiramente pedimos desculpas por todo o transtorno. Não postamos mais receitas, não demos notícias e nem fizemos mais promoções.
Pois é...O problema era com o site, já que estávamos na luta constante de atualizar o template, mudar o servidor e aí sim virar um respeitável blog "pontocom"
Com todas essas tentativas, acabamos "travando" as postagens e fazendo a bagunça que fizemos. Também passamos por mudanças na equipe e agora sim, estamos com o time escalado. 
Ou seja, a bagunça na cozinha continua!

Pra recomeçar, vamos falar da promoção Dona Benta
Como demoramos muito tempo para dizer quem foi o ganhador da promoção Dona Benta, vamos presentear dois leitores com o livro - no caso duas leitoras! 

Cláudia Luft
R: Eu gostaria que ela me ensinasse a receita do sucesso na cozinha para que eu pudesse me sentir uma mulher mais completa! Gostaria de aprender como ela consegue transformar ingredientes simples em pratos sofisticados, alimentos em obras de arte e atividades como aquecer e gelar em processos químicos e físicos complexos!

Pâmella Wojcik
R: Adoro cozinhar, mas isso nem sempre é uma tarefa muito fácil, para alguém mega desastrada como eu. Seria perfeito que ela me ensinasse como não fazer a bangunça, a sujeira e as trapalhadas que sempre faço em minha cozinha. Ahh, e tem tbm as queimaduras, que nunca faltam. Não ia ser mágico se ela conseguisse acabar com isso?

Nossa equipe entrará em contato com as ganhadoras através do email de contato. Caso elas não retornem no prazo de 1 (uma) semana, o prêmio será sorteado novamente. 

Hoje voltamos a postar receitas e outros "quitutes"
Mande sua sugestão, crítica, foto, receita, ou apenas troque figurinhas com a gente pelo daumacanja@gmail.com
E não deixe de seguir: @daumacanja 

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Salame Doce


Muito bem, muito bem, caríssimos!
A receita de hoje traz, além do seu sabor "magnífico", um pouquinho de história e conhecimento, pois nem só de paladar vive o homem. 
De acordo com a Wikipédia, um salame é um "enchido" de origem italiana. Seu nome vem do italiano "salare" que significa salgar. 
Historicamente o salame está associado aos camponeses italianos, como um produto de carne que poderia ser armazenado a temperatura ambiente por períodos de até um ano, constituindo um suplemento ao fornecimento escasso ou inconstante de carne fresca em épocas mais remotas. 
Como tudo evolui, o salame também evoluiu. Hoje em dia existem diversos tipos e variações de salames vendidos em feiras livres, mercados e supermercados, armazéns, restaurantes, fabricações próprias entre outros. 
Agora, alguém aqui já ouviu falar do SALAME DOCE?
Eu nunca vi para vender em lugar nenhum, mas você pode conferir aqui como fazer essa receita "meravigliosa"



Para que a mágica ocorra separe aí:


- 1 xícara de castanha do pará cortadas em "fatias" (tem gente que chama do Brasil). Pode ser também castanha de caju, ou frutas secas. A do Pará é legal porque dá bem, bem o efeito de gordura maior no salame. 
- 1 lata de leite condensado 
- 2 xícaras de chocolate em pó (Eu usei o chocolate mesmo, o achocolatado fica muito doce)
- 1 xícara e meia de margarina amolecida (no micorondas ou no fogão ou somente batida na mão mesmo)
- 400 gramas de biscoito maisena (isso dá 2 pacotes)


1º Passo: Triture bem as bolachas. Vale colocá-las num saco plástico e dar muitos murros, socos e esmagar com as mãos. Não vale pisar nem sentar em cima. 
Não é recomendado colocar no liquidificador, senão vai triturar demais. É bom deixar uns pedacinhos maiores para o efeito "gordurinhas" do salame.  

2º passo: Em um recipiente grande misture BEM a margarina, o leite condensado e o chocolate em pó. Depois de misturar direitinho, acrescente os biscoitos triturados e a castanha. Mexa mais, até obter uma massa mais densa.  
ATENÇÃO: NÃO VAI NO FOGO! BASTA MISTURAR NUMA BACIA, POTE, PIREX, REFRATÁRIO, O QUE QUISER. 


3º Passo: Depois de misturar bem todos os ingredientes estique um saco plástico (limpo, viu) e coloque um pouco da massa como na foto acima. Faça um salame e enrole, quase como um rocambole, como na foto abaixo. Cuidado para não enrolar o plástico no meio da massa. Vá enrolando para formar o salame e aperte bem. Depois que fechar o saco plástico, dê mais forma ao salame e aperte bem, para ficar bem consistente. 


4º Passo: Tá quase pronto. Faça o mesmo procedimento com o resto da massa. O rendimento desta receita é grande, dá uns 3 salames médios. 

5º Passo: Leve para a geladeira e deixe lá por mais ou menos 3 horas. 

6º Passo: Ligue para todos os teus amigos, chame sua mãe e mande um scrap com foto para seus (suas) pretendentes e mostre do que você é capaz. 




PARA PREPARAR OUVINDO: 
The Kooks - Young Folks